Esfera Cristã LogoEsfera Cristã

Italiano é condenado por infectar 32 mulheres e um bebê com HIV

Italiano é condenado por infectar 32 mulheres e um bebê com HIV

sábado, 28 de outubro de 2017

"Seus atos tinham como único objetivo matar". Assim foi descrito os atos do contador italiano Valentino Talluto, que foi condenado nesta sexta-feira (27) a 24 anos de prisão por infectar mais de 30 mulheres com HIV (vírus que transmite a Aids) intensionalmente.

Talluto, sob o pseudônimo de "Hearty Style" conheceu por meio da internet e fez sexo desprotegido mais de 53 mulheres, sem informar que era portador do vírus, até ser preso em novembro de 2015.

Quando algumas delas lhe pediam para fazer sexo com proteção, o italiano, de 33 anos, alegava ser alérgico a preservativos e que recentemente fez um teste que descartou a presença de qualquer doença sexualmente transmissível.

Das 53 mulheres, 32 foram infectadas, assim como os cônjuges de três delas e o bebê de uma quarta. Segundo os médicos, "durante o nascimento a criança contraiu o vírus da mãe", e por causa disso nasceu com encefalopatia (inflamação no cérebro).

A maioria das parceiras do italiano eram estudantes. Algumas já eram mães. A mais jovem tinha 14 anos e a mais velha 40 anos.

Algumas quando descobriram que eram portadoras do vírus através de exames contataram Talluto, que sempre alegava não ter nada a ver com o contágio.

Outras só souberam de sua condição quando a prisão dele veio a público, noticiada pela imprensa.

Embora a acusação pedisse a prisão perpétua do Italiano, por ele ter causado de forma intencional "uma epidemia", após mais de 10 horas de julgamento, Talluto foi condenado a 24 anos de prisão. No entendimento do juiz ele não teria provocado uma "epidemia".

Veja Também
Internacional

Babá vestida com roupas mulçumanas segura cabeça de criança decapitada nas ruas da Rússia

Na Russia uma babá protagonizou uma cena de horror nesta manhã em Moscou. A mulher vestida com roupas típicas mulçumanas carregava a cabeça decapitada de uma criança de 4 anos de idade e ameaçava se explodir.